Blog

teste teste

Produtos

Publicado por

 

Pedaleira

pedaleira

Microflora

microflora

Micionat

micionat

Herbetom

herbetom

Detox Kit

detoxkit

Azione Cápsulas

azionecapsulas

Azione 250ml

azione250ml

 

Tábua de Freeman

tabua-freeman

Prevenção de lesões comuns no ciclista

Publicado por

O ciclismo quer seja praticado de forma profissional ou por recreação é um desporto em que a prevenção deve fazer parte da sua rotina diária , pois maus ajustes afectam directamente o desempenho do atleta.

As Lesões  mais comuns são ocasionadas por quedas: principalmente, por colisão entre ciclistas e acidentes de trânsito, contudo outros problemas podem surgir se não forem tomadas precauções:
- Lesões dermatológicas: pode haver compressão da pele, queimaduras e neuropraxia (formigueiros e dormências) nas áreas que entram em contacto com o volante e com o selim.

ulnar ciclista
(mais…)

Dor na região anterior do pé – Metatarsalgia

Publicado por

 

images

 

 

 

As metatarsalgias são dores  na região anterior dos pés em geral provocada pela descida do arco transverso do pé.  Este arco fica aplanado colocando maior pressão na segunda, terceira e quarta cabeça metatarsiana. Geralmente é causada no pé cavo, por retração do tendão de aquiles e uso abusivo de saltos altos. Muitas alterações estruturais e compensações corporais podem estar presentes e provocar esta patologia. Procure ajuda de um dos nossos fisioterapeutas ou osteopatas para o ajudar!

Como prevenir o desgaste da coluna

Publicado por

A coluna vertebral é o nosso pilar central, assumindo diversas funções fundamentais: suporte para todas as estruturas corporais, proteção dos nossos órgãos, orientar o movimento humano e os nossos sentidos. É sobre a coluna que recai a maioria da carga física e esforços do nosso corpo ao longo da vida. A coluna é constituída por vértebras sobrepostas intercaladas pelos discos intervertebrais que funcionam como amortecedores e absorvem o excesso de carga sobre a coluna vertebral. Estes discos são essencialmente constituídos por água e material fibroso e devido a diversos factores vão-se desidratando e perdendo a capacidade de responder as exigências que lhe são impostas, nomeadamente deformar-se e retornar a sua forma original. O seu desgaste faz diminuir a altura discal e iniciar um atrito excessivo das vértebras, que por sua vez leva à formação da artrose e dos famosos bicos de papagaio (osteófitos).

Ver artigo completo

Dor no ombro e grande limitação de movimento? Pode ter um ombro congelado!

Publicado por


Ombro congelado é o nome que se dá frequentemente a uma condição patológica designada por capsulite adesiva. Esta patologia caracteriza-se essencialmente por ter duas fases: primeiramente dor intensa para depois provocar a perda de amplitude de movimento do ombro, de tal forma que o paciente praticamente não consegue levantar o braço!

Quais são as causas desta patologia?

A causa do ombro congelado é muitas vezes difícil de se descobrir e frequentemente provem de um somatório de várias causas.

Pode ser causada por uma reação auto-imune. Numa reação auto-imune o nosso sistema de defesa do organismo, que normalmente protege das infecções, por engano começa a atacar os tecidos normais do próprio corpo. Isso provoca uma intensa reação inflamatória no tecido que está sob ataque.

Grande parte das vezes esta patologia ocorre após uma lesão no ombro, fratura ou cirurgia. Ele também pode iniciar após um período de imobilização, mesmo em ombros normais. Isso pode acontecer após uma fratura no punho, quando o braço é mantido imobiliado durante várias semanas. Por alguma razão, imobilização de uma articulação após uma lesão parece desencadear a resposta auto-imune em algumas pessoas.

Outros problemas do ombro como bursites, lesões do manguito rotatores ou síndrome do impacto podem acabar causando um ombro congelado. 

Como se desenvolve esta patologia?

Classicamente descrevem-se três fases nesta doença:

Uma fase dolorosa, que corresponde ao período de maior inflamaçãoda articulação. O doente sente uma dor predominantemente nocturna que não permite o sono tranquilo e uma redução progressiva  da mobilidade que o vai impedindo de levantar o braço e de chegar por exemplo atrás das costas.

Uma fase congelada em que a dor diminui, mas em que se mantem a redução da mobilidade, mantendo a incapacidade para uma vida com qualidade.

Uma fase de resolução em que progressivamente o doente readquire a mobilidade, mas que nem todos os utentes conseguem sem tratamento.

Como se trata esta patologia?

O tratamento passará por tratamentos prolongados de fisioterapia cujo principal objectivo é conseguir o aumento da amplitude articular usando técnicas de terapia manual que visem quebrar as aderências capsulares e devolver a elasticidade dos músculos peri-articulares.

Em casos mais reticentes ao tratamento será necessária intervenção cirurgica que será atraves de artroscopia ou mobilização sobre anestesia.

Aqui ficam alguns exrcicios que podem ajudar!

Fisioterapia Quintana: VIVER BEM COM FASCEÍTE PLANTAR

Publicado por

Fisioterapia Quintana: VIVER BEM COM FASCEÍTE PLANTAR: Dor aos primeiros passos pela manhã e sensação de incômodo ou de queimação nos pés, que se repete ao pisar no chão depois de longo per…

Tem Psoríase ou conhece quem tem? Partilhe esta informação útil!!

Publicado por




Psoriase, aprenda a viver melhor com esta patologia…

A psoríase é uma doença de pele crónica e recorrente que afecta cerca de 4% dos adultos europeus. Causa uma descamação prateada, sobre manchas vermelhas que, mais frequentemente, afectam o couro cabeludo, a parte inferior das costas, os cotovelos, joelhos e nós dos dedos. Também pode causar marcas e descoloração castanha nas unhas, podendo, até, fazer com que se levantem e rachem. Há, por vezes, uma artrite associada, que pode tornar-se muito incapacitante.
Normalmente, o corpo repõe as células da pele em cada 28 dias, mas, na psoríase, este processo é acelerado, por vezes até dez vezes a média normal. É isso que causa as manchas escamosas. Por que razão acontece, é algo que ainda não é bem conhecido. Não é causado por infecção, reacção alérgica, ou deficiência vitamínica ou mineral. Há uma ligação genética em muitas pessoas que sofrem deste problema de pele. A maioria das vezes não há uma cura completa, pois embora as manchas possam ser tratadas e desapareçam, provavelmente outras surgirão durante a vida da pessoa.

Tratando a Psoríase
O que se pode fazer, naturalmente, para ajudar a controlar esta doença irritante e, muitas vezes, desagradável à vista?
Comprar alguns peixes que comem psoríase e tomar um banho semanal com eles? Embora este tratamento possa ser eficaz na redução e controlo do crescimento da pele, especialmente em casos graves, poderá não ser prático para a maioria das pessoas!
Os antigos Egípcios e Índios esfregavam as manchas vermelhas, escamosas, com plantas que contêm psoraleno (compostos que combatem a psoríase) e depois mandavam as pessoas sentar-se ao sol.

- Os tratamentos com psoraleno funcionam porque estes compostos inibem a divisão celular, abrandando as células que se dividem rapidamente e causam as manchas de psoríase. Em prática hospitalar, os psoralenos químicos são usados oralmente, mas são limitados a formas graves da doença, devido à sua elevada toxicidade nesta forma. Felizmente, há plantas que contêm psoraleno e que não são tóxicas – a Angélica é uma das mais disponíveis. Pode ser tomada oralmente ou aplicada sobre a pele. Outra, a ser esmagada e esfregada na pele, é a Bisnaga – ammi visnaga.
- A luz solar é um agente maravilhoso. Em pacientes com doença resistente, os médicos prescrevem banhos de luz ultravioleta (UVA). Muitos evitam os banhos de sol por causa do aumento do risco de cancro de pele. Mas uma exposição moderada poderá, muitas vezes, ajudar a diminuir a gravidade da psoríase, e, desde que as pessoas não se queimem, não será um risco elevado de melanoma maligno, que é o assassino entre os cancros de pele.
- Adopte uma alimentação saudável, com muita fruta fresca e vegetais, grãos integrais e tão pouca gordura animal quanto lhe seja possível. Assim, de certeza que obterá vitaminas A, C e E em abundância – os antioxidantes que previnem a inflamação. E certifique-se de que ingere, diariamente, alimentos que contenham psoraleno, tais como, cenoura, aipo, citrinos, figos e funcho.
- Há vários óleos vegetais que ajudam muito no tratamento da psoríase: coma 2 ou 3 pecãs todos os dias, pois o óleo que contêm é rico em selénio e vitamina E.
- O óleo de linhaça contém os compostos benéficos dos ácidos eicosanóico e alfa-linolénico. A semente de linhaça é barata e fácil de obter nas casas de produtos naturais. É mais facilmente assimilada pelo organismo se for moída até se tornar em pó. Devem ingerir-se 2 a 3 colheres de sopa por dia, misturadas na sopa, nos cereais, na salada ou no iogurte. Quem fizer pão em casa, acrescente à receita habitual ½ chávena de linhaça para cada forma de pão. Também não se deve esquecer de incluir, na alimentação, sementes de girassol.
- Há muitas plantas que são benéficas quando aplicadas nas zonas afectadas:
Capsicum, mais conhecida como pimenta de caiene ou piri-piri, tem mostrado, em estudos, reduzir, com bastante sucesso, tanto a descamação como a mancha vermelha, embora cause algum ardor. Há alguns cremes, de venda comercial, que contêm 0,025% de capsaicina, o ingrediente activo. Poder-se-á, ainda, preparar um creme caseiro, misturando ½ colher de chá de pimenta de caiene com 2 colheres de sopa de azeite, creme gordo ou vaselina. Há que ter o cuidado de aplicar apenas nas áreas afectadas, e de lavar bem as mãos, de forma a evitar que vá para os olhos! E, se arder muito, poder‑se-á acrescentar um pouco mais da base utilizada.
Camomila. É muito utilizada na Europa para tratar a psoríase e a pele muito seca e escamosa. Esta planta contém flavonóides, com uma acção anti-inflamatória considerável. Também há disponíveis cremes com camomila, muitas vezes combinada com vitamina E. Estes cremes ajudam bastante, pois as manchas na pele são, normalmente, muito secas e a aplicação de qualquer creme dá um grande alívio.
Alcaçuz. Contém ácido glicirretínico, que age na pele como hidrocortisona, mas sem os efeitos secundários graves que são tão conhecidos neste medicamento. Os cremes de hidrocortisona são muitas vezes usados como tratamentos de primeira linha para a psoríase. Um extracto de alcaçuz pode ser aplicado directamente com um pouco de algodão e depois deixado a secar. Se não se conseguir um extracto, pode ser obtida uma solução bastante forte fervendo a raiz em pouca água e depois deixando macerar.

- Quando há uma área muito grande envolvida, pode ser feita uma aplicação geral, sob a forma de um banho de aveia. Dá uma grande ajuda no caso de comichão. Deve pôr-se umas mãos cheias de aveia num tecido de malha larga (uma gaze, por exemplo), e colocá-lo debaixo da água quente enquanto a banheira se enche. Dessa forma, a aveia não entupirá o ralo.

E ainda…
Além destes agentes de que falámos, também é muito importante que se controle o stresse. O stresse é um dos factores conhecidos que despoletam o surgimento da actividade da doença e que fazem piorar os sintomas, embora não seja o stresse o factor causativo da doença em si. Um adequado descanso nocturno, relaxamento planeado, especialmente na natureza, em conjunto com exercício físico, poderão ir muito longe na ajuda prestada na redução da ansiedade. E, claro está, também se beneficiará se se evitar os agentes culpados do stresse – cafeína, álcool e tabaco.
Na psoríase, faz sentido aplicar, sempre que possível, remédios naturais eficazes, pois eles serão uma ajuda significativa na redução da necessidade de se recorrer a tratamentos médicos. Esta importância ainda é maior quando vemos que este é um problema que se manterá durante toda a vida, e o uso prolongado dos medicamentos actuais para a psoríase poderão causar efeitos secundários significativos.

Noz.. um fruto cheio de qualidades!

Publicado por

Muitos autores consideram as nozes um alimento rico em gordura e calorias que deve ser evitado, mas adicioná-las à sua dieta pode ser excelente para a sua saúde.


Este fruto seco é conhecido pelas suas propriedades anti-oxidantes, sendo uma fonte de vitaminas B2, B3, C e E, ácido fólico, cálcio e ferro, magnésio, potássio, selénio, zinco, fibra e proteína.

Para pessoas ansiosas e com uma vida stressante, devem incluir na dieta diária 4 a 5 nozes.


Diversos estudos publicados, em diversas partes do mundo, esclarecem os benefícios das nozes para a saúde, relacionando-as a um menor risco de doença de Alzheimer, ataques cardíacos e outras enfermidades.


Estudos demonstraram que o consumo de uma porção de nozes como parte de uma conduta saudável, pode diminuir o colesterol LDL e ajudar a reduzir o risco de doença cardíaca.

Comer um punhado de nozes duas ou mais vezes por semana consegue diminuir significativamente o colesterol LDL em quase 15%, devido ao seu conteúdo em ácidos ômega-3 e ômega-6.


No entanto, sendo a noz um fruto bastante calórico (28g equivale a 170kcal), deve ser ingerido com moderação, ou seja, como todos os alimentos, não se deve ultrapassar a dose diária recomendada, mas sim incluí-la como parte de uma alimentação variada e saudável.

Uma ajuda natural para a Osteoporose

Publicado por

Sementes de Sésamo

Apesar de a osteoporose ser frequentemente considerada uma doença à qual as mulheres na pós-menopausa sejam as mais sujeitas, é também um potencial problema para os homens de idade mais avançada.  

Quase 30% das fracturas das ancas ocorrem em homens e 1 em cada 8 homens com mais de 50 anos terá uma fractura osteoporótica.

As sementes de sésamo são não só uma fonte muito rica em manganês e cobre, como são também uma boa fonte de cálcio, magnésio, ferro, fósforo, vitamina B1, zinco e fibra alimentar. 

Uma colher de sopa de sementes de sésamo fornece cerca de 15% das necessidades diárias de cálcio, tornando estas sementes numa fonte de potencial importância, pois ajudam na manutenção da densidade mineral óssea.


Para além disso, estas sementes são também uma fonte de fibras pelo que possuem um efeito na redução do colesterol nos seres humanos, ajudam na prevenção da hipertensão arterial e aumentam o fornecimento de vitamina E.

São ainda ricas em proteínas e ácido fólico, sendo que uma dose de 50 g de sementes de sésamo tem a quantidade diária de ácido fólico necessária à alimentação da mulher.

Estas sementes podem ser utilizadas cruas ou torradas, para enfeitar saladas, como podem ser adicionadas aos cereais, ou misturadas na massa de bolos ou pão.

Como reduzir o colesterol? Duas dicas naturais..

Publicado por

Aveia e Linhaça
São dois alimentos que normalmente não incluímos na nossa alimentação, no entanto estes dois cereais são fontes de fibra e só por isso colaboram na melhora dos níveis de colesterol no sangue.


Uma dieta rica em fibras, para além de ajudar na prevenção da prisão de ventre, ajuda também a prevenir as doenças cardiovasculares.  As principais funções das fibras estão na promoção de um bom funcionamento intestinal, na redução dos níveis de colesterol e glicose no sangue, além de facilitarem a digestão e promovem sensação de saciedade.
Estes dois alimentos podem ser ingeridos de várias formas, e hoje em dia podemos encontra-los á venda em todos os supermercados.


Podemos encontrar flocos de aveia ou farelo de aveia, que são formas bastante práticas e funcionais de ingerir este cereal, visto que podem ser introduzidos na sopa, no pão, no leite/ iogurtes, bolos… basta usar um pouco a nossa imaginação.


O mesmo acontece com as sementes de linhaça, que podem ser consumidos da mesma forma que a aveia.


A recomendação diária para ingestão de fibras é de 20g a 40g por dia, no entanto é difícil conseguir atingir estes números na nossa alimentação, pelo que fazer refeições variadas e ricas em legumes, vegetais, frutas e cereais é um óptimo caminho para conseguirmos ter uma alimentação rica em fibras.